publicado por Le meilleur du Portugal | Domingo, 15 Janeiro , 2012, 11:46
Identificação de patos bravos e outros passarões

 

 "O portal avesdeportugal.info vai realizar, a 28 de Janeiro, um curso online gratuito sobre a identificação dos patos e gansos que ocorrem em Portugal. A inscrição é obrigatória.

"Neste curso serão apresentadas as várias espécies de patos e gansos selvagens que podem ser vistas regularmente em Portugal e serão igualmente explicados, com recurso a conteúdos multimedia, os principais critérios para a sua identificação visual", explicam os organizadores. Horário: 17h às 19h (hora de Lisboa)

Local: Online – sala de aula virtual

 

 

 

 


publicado por Le meilleur du Portugal | Segunda-feira, 18 Julho , 2011, 11:05
Querença

 

 

E se as universidades criassem projectos que levassem estudantes finalistas a aplicar no terreno e na prática os seus conhecimentos, com o objectivo de ajudar a revitalizar o mundo rural português? Numa altura em que tanto se fala de aumentar a cooperação entre o mundo académico e o mundo empresarial, eis que surge um projecto a ligar o mundo académico e o mundo rural. E não se trata das academias por natureza orientadas para o mundo rural, mas de um projecto novo e que vem reforçar aquilo que já sabemos aqui nesta casa: Portugal está a redescobrir o seu interior e o seu potencial. "Um grupo de nove finalistas universitários seleccionados pela Universidade do Algarve apresentou-se ontem na aldeia de Querença, concelho de Loulé. Aqui vão viver e trabalhar nos próximos nove meses, cada um com a sua missão. O objectivo global é dar nova vida a uma terra que está a definhar." (sacado aqui)

 

(imagem daqui)


publicado por Le meilleur du Portugal | Quarta-feira, 06 Julho , 2011, 10:22

 

barragem de Miranda do Douro

 

 

No próximo dia 8 de Julho, às 21.30, no Largo D.João III em Miranda do Douro pode assistir ao documentário“Fronteiras e Memórias – a Raia Norte. Segundo a realizadora Catarina Afonso “procurou-se agregar neste documentário perspectivas e testemunhos de pessoas que praticaram o contrabando, Guardas e entidades que faziam cumprir a lei, entre outros. Pretende-se esboçar uma narrativa audiovisual que permita uma reflexão/entendimento sobre a realidade do contrabando. Entre outros aspectos, procurou-se aferir os principais benefícios (benefícios imediatos) e desvantagens, a caracterização sociocultural das localidades e principais diferenças pela Raia Norte, assim como a relação comas localidades raianas espanholas”,conta. Acrescentando, “a narrativa desenvolve-se, sobretudo, através de testemunhos na primeira pessoa como através de uma visão mais escolástica e sociológica conseguida através do testemunho de outros intervenientes não directamente ligadas ao contrabando”,explica. Este documentário foi produzido pela Smart Box, com o apoio do Ministério da Cultura | Direcção Regional de Cultura Norte, os Municípios de Boticas, Chaves, Vinhais, Vimioso, Mogadouro, Miranda do Douro, Montalegre e pela Casa da Cultura de Arcos de Valdevez.

 

Fonte: Câmara Municipal de Miranda do Douro

 


publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 15:18
As razões da mudança da Feira de Caça, Pesca e do Mundo Rural para Tavira este ano, prendem-se apenas com o facto da Câmara de Faro não ter disponibilidade financeira para assegurar a continuação do patrocínio, nem pagar o que está em atraso, embora o actual presidente, Macário Correia, esteja a dar sinais de que pretende regularizar a situação, tendo pago recentemente dez mil euros da dívida acumulada desde a gestão de José Vitorino e José Apolinário - dívidas assumidas por ambos, mas que por não terem sido levadas às respectivas sessões de Câmara, agora são bem mais difíceis de regularizar.

A situação deficitária tornou-se de tal forma incomportável que, apesar do pagamento recente da autarquia farense à Federação de Caçadores do Algarve, a Câmara de Loulé decidiu que só continuaria a apoiar o certame se a Câmara de Faro cumprisse a sua quota-parte, o que, ao revelar-se impossível, inviabilizava a parceria institucionalmente estabelecida para a gestão do Parque das Cidades, uma vez que, neste caso, praticamente só a Câmara de Loulé contribuiu financeira e logisticamente para a realização do certame no local durante os últimos cinco anos.

Resta acrescentar que, segundo o Presidente da Federação de Caçadores do Algarve, Vitor Palmilha, "a dívida da Câmara de Faro à organização da Feira de Caça e Pesca do Algarve está actualmente em 97.000 euros".

Este ano, será nos dias 8, 9 e 10 de julho de 2011 que a 16ª edição da Feira de Caça, Pesca e do Mundo Rural - Algarve, abrirá as suas portas, num novo espaço - o Parque de Feiras e Exposições de Tavira, contando para o efeito com o patrocínio da Câmara Municipal de Tavira, que segundo Vitor Palmilha, "dá pouco dinheiro, mas disponibiliza infraestruturas" adequadas à realização do certame com bastantes condições, conferindo grande dignidade ao evento.


Gamado aqui

publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 12:57
"O Portugal dos Pequenitos vai ser alargado e dotado de novas infra-estruturas que hoje não possui, dando-se, assim, seguimento à obra que Bissaya Barreto colocou ao serviço das crianças há, precisamente, 71 anos. Ontem, dia da passagem de mais um aniversário daquele que foi o primeiro parque temático do país, a festa foi feita com as crianças, sem grandes novidades relativamente ao futuro do parque, sendo certo, porém, que é intenção da administração dotar o espaço de novas casinhas representativas da arquitectura portuguesa.
São representações de edifícios e monumentos do século XX que a administração da Fundação Bissaya Barreto gostaria de implementar na vasta área livre onde se encontrava o relógio de sol." (sacado daqui)

publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 12:14
Os petiscos, acompanhados por um "menu" cultural surpresa, que pode incluir cante alentejano, música ou poetas populares, voltam a "reinar" em Grândola a partir de sexta-feira, durante mais uma edição da Rota das Tabernas.

Promovido pelo município local, o evento prolonga-se até 9 de julho e pretende recuperar e revitalizar as tabernas do concelho, que foram, em tempos, autênticos "locais de culto".

"Locais privilegiados de encontro e de convívio e palco de importantes manifestações de cultura popular, as tabernas foram desaparecendo, levando consigo os hábitos e histórias de uma terra", relata a autarquia.

Para contrariar o progressivo desaparecimento destes estabelecimentos, a Câmara Municipal de Grândola criou a Rota das Tabernas, que este ano cumpre a sua 17.ª edição.

Este ano, aderem à rota oito tabernas do concelho, com a iniciativa a arrancar na Taberna do Verga a Mola.

A Taberna do Agostinho foi a "paragem" seguinte, podendo os petiscos ser depois saboreados na Taberna dos Mosqueirões (dia 11), Café Triunfo (18), Taberna das Sobreiras Altas (24), Taberna Típica Alentejana (25), Tasquinha Zé de Moura (02 de julho) e Taberna O Justense (09 de julho).

Com a rota, o município pretende igualmente dar a conhecer a gastronomia alentejana, propondo uma "viagem aos sabores da melhor cozinha" tradicional da região.

Javali, bochechas de porco em molho, pezinhos de coentrada, pernil no tacho, canja de pombo bravo, miolos com carne de alguidar ou os famosos torresmos são alguns dos "pitéus" que vão poder ser degustados nas tabernas aderentes.
Gamado aqui

publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 10:06
A MONSTRA - Festival de Animação de Lisboa em parceria coma Comissão para as Comemorações dos 100 anos daRepública (CNCCR), e contribuindo para as mesmascomemorações, realiza um conjunto de actividades relacionadas com o cinema de animação.

Uma delas é o projecto MIXRepública: a realização de oficinas em todo opaís (36 municípios) a partir dos motivos republicanos(toponímia, arquitectura, aspectos plásticos e sociais,etc...) de cada localidade.
Estes motivos serão o mote para a realização depequenos filmes de animação feitos pelapopulação – crianças, jovens e adultos de cadalocalidade, gratuitamente.

O MIX República é um projecto que integra aexposição itinerante Viva a República! e iráanteceder a exposição em algumas das localidades por ondeesta vai passar.
As oficinas serão realizadas no decorrer de 9 meses consecutivossempre antecedendo, em alguns dias, a chegada da exposiçãoitinerante a cada local.

A CNCCR terá portal online exclusivamente dedicada ao MIXRepública para que cada filme seja exibido criando uma teia deapresentações dos artistas de cada município.
As oficinas serão apoiadas por informaçõespedagógicas que poderão ser consultadas no site da MONSTRA eno portal da CNCCR.

Fonte: Câmara Municipal de Miranda do Douro

publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 08:55
Montado (imagem CM Santiago Cacém)
"Portugal exportou, em 2010, 156,2 mil toneladas de cortiça, no valor de 754,3 milhões de euros, um crescimento de 7,4 por cento em relação a 2009, segundo dados da Associação Portuguesa de Cortiça (APCOR).

Portugal lidera a produção mundial de cortiça (52 por cento das 300.000 toneladas produzidas anualmente a nível mundial), destinando-se a quase totalidade da cortiça transformada em Portugal (cerca de 90 por cento) à exportação, com a indústria vinícola a absorver mais de dois terços da produção.



Segundo os dados da APCOR, a cortiça exportada em 2010 representou 2,1 por cento do total das exportações nacionais. A França é o país que mais compra a Portugal (20,4 por cento, ou seja, 154,2 milhões de euros em 2010), seguida dos Estados Unidos da América (15,8 por cento, 119,2 milhões de euros). O mercado europeu fica com 38,9 por cento da cortiça transformada em Portugal (271,5 milhões de euros em 2010), seguindo-se a América (34,4 por cento, 240,2 milhões de euros), Europa de Leste (17,3 por cento, 121 milhões de euros) e Ásia (4,3 por cento).

(...)
O setor conta com cerca de 700 empresas que produzem 40 milhões de rolhas/dia e empregam 10.000 pessoas.

(daqui)

publicado por Le meilleur du Portugal | Quinta-feira, 09 Junho , 2011, 07:03
Em 2010, as exportações da Adega de Monção registaram um crescimento global de 6%. Num ano marcado pela contracção económica, o resultado é reflexo de uma estratégia virada no mercado internacional, indo de encontro aos diferentes hábitos dos consumidores. Enquanto a França e os EUA preferem o mítico "Muralhas", o Brasil, rendeu-se ao "Alvarinho". A Adega de Monção exporta, actualmente, para 32 países, entre os quais se destacam a França, os EUA, Brasil, Angola e Suíça.

Apesar de se ter verificado uma ligeira refracção do consumo em Portugal no ano passado, 2010 trouxe um aumento das exportações para a Adega Cooperativa de Monção. Na balança comercial, 15 por cento da facturação total da Instituição é assumida pelas vendas para o mercado internacional.

A França e os EUA são os dois países para onde a Adega da Monção mais exporta, tendo as vendas nestes países aumentado cerca de 10 por cento, durante o ano passado.  Globalmente, as exportações da Instituição atingiram um crescimento de seis por cento.

A perspectiva para 2011 é que as vendas para o mercado internacional continuem em sentido ascendente, com uma franca aposta no aumento das exportações na Polónia e nos esforços de entrada em países como a Rússia e Israel. As Feiras Internacionais são, segundo os responsáveis da Adega, o palco privilegiado para contactos com novos clientes.

A Adega Cooperativa de Monção é o principal produtor de Alvarinho em Portugal. Com dois pólos de vinificação, em Monção e Melgaço, a Adega emprega um total de 27 trabalhadores.

publicado por Le meilleur du Portugal | Quarta-feira, 08 Junho , 2011, 17:43
Os produtos portugueses estão mais uma vez em destaque “pela mão” do Centro Nacional de Exposições (CNEMA) através de vários concursos realizados no âmbito da 48ª Edição da Feira Nacional de Agricultura | 58ª Feira do Ribatejo a decorrer de 4 a 12 de Junho, em Santarém.

Concurso Nacional de Vinhos, Concurso Nacional de Azeite Virgem Extra e de Packaging, Concurso Nacional de Mel, Concurso Nacional de Queijos Tradicionais com Nomes Qualificados e Concurso Nacional de Enchidos, Ensacados e Presuntos Tradicionais Portugueses com Nomes Qualificados, são as iniciativas que pretendem avaliar o que de melhor se produz em Portugal.

O Centro Nacional de Exposições, em Santarém acaba de ser palco de diversas iniciativas que têm como objectivo avaliar e divulgar os produtos portugueses através de vários concursos como é o caso do Concurso Nacional de Vinhos, Concurso Nacional de Azeite Virgem Extra e de Packaging, Concurso Nacional de Mel, Concurso Nacional de Queijos Tradicionais com Nomes Qualificados e Concurso Nacional de Enchidos, Ensacados e Presuntos Tradicionais Portugueses com Nomes Qualificados.

O Concurso Nacional de Vinhos decorreu entre os dias 10 e 13 de Maio - contando com a presidência de João Pires e a direcção de Mário Louro - e registou a participação de cerca de 840 vinhos pertencentes a mais de 300 produtores. Esta iniciativa tem como objectivo estimular a produção de vinhos de qualidade, dar a conhecer os melhores vinhos nas diferentes regiões do país, incentivar o seu consumo moderado, promover o encontro de produtores, empresas, técnicos, enólogos e apreciadores.

Ver artigo completo aqui

Janeiro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds